ONU: Colônias judaicas prejudicam processo de paz

O subsecretário-geral da assuntos políticos da Organização das Nações Unidas (ONU), Jeffrey Feltman, advertiu nesta terça-feira que as perspectivas de solução pacífica para o conflito entre israelenses e palestinos pode ser "irreparavelmente prejudicada" se não forem tomadas medidas para evitar a expansão de assentamentos judaicos nos territórios ocupados e outros "desdobramentos negativos".

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2013 | 17h18

Em sessão Conselho de Segurança (CS) da ONU, Feltman observou que, quatro meses depois de retomadas as negociações de paz, israelenses e palestinos "de algum modo conseguiram estreitar as divergências". Ao mesmo tempo, porém, "as tensões vêm crescendo perigosamente entre as partes".

Feltman qualificou como "revés significativo" os recentes anúncios de expansão de assentamentos judaicos por Israel em territórios reivindicados pelos palestinos para o estabelecimento de um futuro Estado. Em protesto à expansão, os negociadores palestinos apresentaram cartas de renúncias, que no momento estão sendo avaliadas pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.