ONU comemora criação de força de paz para a Somália

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, elogiou nesta quinta-feira a criação de uma força de africana, que terá como objetivo garantir a paz na Somália, afirmou sua porta-voz, Michelle Montas."O secretário-geral acompanha atentamente a situação na Somália, e parabeniza a criação de uma força da União Africana para garantir a paz nesse país", disse a porta-voz de Ban, em um encontro com a imprensa.Montas afirmou que Ban confia que o governo de transição somali "iniciará um processo político que inclua outros setores do país", após derrotar as milícias islâmicas e tomar Mogadíscio, com apoio doExército etíope. "Se abre uma nova oportunidade na Somália", disse a porta-voz do secretário-geral da ONU.A declaração foi realizada pouco após Uganda ter se tornado o primeiro país a expressar sua vontade de integrar a força de paz africana que será postada na Somália, após a anunciada retirada, dentro de poucas semanas, das tropas etíopes.Montas disse que a possível participação de tropas da ONU nessa força de paz dependerá do Conselho de Segurança das Nações Unidas, que estudará nos próximos dias a situação do país africano. A tomada do controle pelo governo de transição de Mogadíscio, que há seis meses estava em poder das milícias islamitas, é o último episódio dos enfrentamentos internos que vêm castigando a Somália desde a queda do presidente Siad Barre, em 1991.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.