ONU condena atentado contra mesquita na Síria

O Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) deixou de lado suas profundas divisões nesta sexta-feira e emitiu uma rara declaração condenando "nos mais duros termos" o atentado contra uma mesquita no centro de Damasco no qual morreram mais de 40 pessoas.

AE, Agência Estado

22 de março de 2013 | 13h53

Entre os mortos no atentado suicida perpetrado ontem em Damasco estava o xeque Mohammad Said Ramadan al-Buti, um respeitado clérigo sunita alinhado com o presidente da Síria, Bashar Assad.

De acordo com a declaração do CS da ONU, o "terrorismo" é uma séria ameaça à paz e à segurança internacionais e "qualquer ato terrorista é criminoso e injustificável, independentemente de qual seja sua motivação".

No comunicado, o CS da ONU enfatiza sua "condenação a todos os atos de violência contra populações civis". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUSíriaatentadomesquita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.