ONU condena violência do governo sírio

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban ki-moon, condenou na noite de hoje o uso de tanques e de munição de verdade contra os manifestantes na Síria e pediu novamente que o governo sírio aceite uma investigação independente da violência que ocorre no país desde 18 de março.

AE, Agência Estado

26 de abril de 2011 | 21h12

Grupos de defesa dos direitos humanos afirmam que mais de 400 pessoas foram mortas pelas forças do governo do presidente Bashar Assad. O Conselho de Segurança da ONU adiou, na noite de hoje, a discussão de um comunicado proposto por quatro países europeus que condenaria de maneira forte a violência na Síria. A discussão deverá ocorrer amanhã. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUviolênciaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.