ONU confirma a morte de 36 funcionários

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, confirmou hoje que 36 pessoas que trabalhavam para a entidade morreram no terremoto do Haiti. Do total de mortos, 19 eram soldados, 4 eram policiais internacionais e 13 trabalhadores civis.

AE-AP, Agencia Estado

14 de janeiro de 2010 | 16h27

Ban disse que aconteceu "um pequeno milagre" hoje, quando um guarda de segurança da ONU, o estoniano Tarmo Joveer, foi resgatado com vida das ruínas do prédio central da organização em Porto Príncipe.

Segundo ele, quase 200 trabalhadores da entidade ainda estão desaparecidos e provavelmente sob os escombros. No total, oito funcionários e colaboradores da ONU foram resgatados das ruínas de vários prédios.

Ban afirmou que o secretário-geral assistente da ONU, Edmond Mulet, chegará hoje a Porto Príncipe para coordenar o esforço de ajuda internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
HaititerremotoONUmortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.