ONU confirma abusos de rebeldes e Exército

Uma investigação da missão da ONU na República Democrática do Congo confirmou ontem "vários casos" de estupro e pilhagem cometidos por soldados do Exército e por rebeldes do grupo M23. O porta-voz da missão, Eduardo del Buey, não deu detalhes sobre o número de casos de violência sexual, mas expressou "preocupação" às autoridades locais e continuará as investigações sobre os casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.