ONU confirma general Elito no comando de missão no Haiti

O general-de-divisão brasileiro José Elito Carvalho Siqueira é o novo comandante da Força Militar da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustrah), em substituição ao general Urano Bacellar, que foi encontrado morto há duas semanas. Em nota oficial conjunta, o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Defesa confirmaram que o general Elito foi chamado pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, para exercer a função.Elito foi o primeiro nome apresentado pelo governo brasileiro à ONU e, por isso mesmo, era o favorito para o cargo. Ele estava concorrendo ao posto com o também general-de-divisão Jeannot Jansen da Silva Filho, cujo nome foi apresentado à ONU depois que a organização divulgou a exigência de lhe fossem encaminhadas duas alternativas.De acordo com a nota, "a decisão do secretário-geral Kofi Annan de convidar o General Elito para exercer o comando da Força da MINUSTAH confirma o apreço das Nações Unidas pela contribuição brasileira à Missão".Nas últimas semanas, muitas especulações estavam sendo divulgadas pela imprensa sobre a disputa pelo comando da missão no Haiti, principalmente falando das intenções dos jordanianos de reivindicarem o posto, por serem os mais numerosos no País. Com a escolha do brasileiro, a polêmica se encerra.A nota não explica, no entanto, se o general Elito assume o posto para completar o mandato de um ano do general Bacellar, em agosto, ou se a partir de agora terá mais um ano no cargo. Na nota, os dois ministérios informam que "o Brasil reitera seu compromisso de solidariedade com o Haiti e com a retomada, pelo povo haitiano, da plenitude das instituições democráticas e do desenvolvimento econômico e social".Nesta quarta-feira o comandante do Exército, general Francisco Albuquerque, se encontra com o general Elito em Nova Iorque. Albuquerque foi aos Estados Unidos para uma série de reuniões com representantes das Nações Unidas, inclusive Kofi Annan.Elito e Jansen foram sabatinados na segunda-feira em Nova Iorque e, nsta terça-feira, o escolhido foi recebido por Kofi Annan. Depois de novos encontros nas Nações Unidas, exigidos pelo no cargo, o general Elito retorna ao Brasil para ir ao Haiti visitar a tropa que comandará. O general Elito é o atual comandante da 6ª Região Militar, em Salvador, na Bahia.O general Elito chegará no Haiti às vésperas das eleições presidenciais naquele país, já adiada várias vezes, e em meio a um cenário cada dia mais complicado. Ontem, a situação em Porto Príncipe havia se agravado. Em um confronto entre jordanianos e integrantes de uma gangue da capital, morreram dois militares jordanianos - um soldado e um oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.