ONU: Coreia do Norte não deve tomar medidas provocativas

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, fez um apelo para que a Coreia do Norte não realize outro teste nuclear e faça mais para o bem-estar de seu povo, que enfrentam uma situação humanitária "terrível".

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2013 | 03h18

Ban disse a um grupo de jornalistas na quinta-feira que a ONU tem tentado fornecer ajuda humanitária à Coreia do Norte, mas por causa da crise causada pelo possível teste nuclear na península coreana, a resposta dos doadores internacionais tem sido muito baixa.

Como resultado, disse Ban, ele precisa usar o fundo de socorro a emergências da ONU para fornecer ajuda humanitária para a Coreia do Norte, oficialmente conhecida como República Popular Democrática da Coreia (RPDC).

"Eu só espero e, mais uma vez, apelo firmemente às autoridades da RPDC, que eles prestem atenção aos pedidos da comunidade internacional e cumpram todas as resoluções do Conselho de Segurança, e façam mais para o bem-estar de seus próprios cidadãos", disse ele.

Bem pediu novamente que as nações estratégias que tem tentado conter o programa nuclear da Coreia do Norte peçam a Pyongyang que se abstenha de qualquer "medida de provocação, como a realização de testes nucleares". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteONUnuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.