ONU critica Itália por deportar refugiados africanos

Autoridades italianas desrespeitaram os padrões internacionais ao deportar 25 imigrantes africanos que chegaram à costa do país em um navio operado por uma agência humanitária alemã, disse o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). "Nós tivemos a sensação de que uma série de aspectos muito importantes do devido processo legal não foi seguida neste caso", disse Rupert Colville, porta-voz do Acnur.Em uma carta enviada às autoridades italianas, o Acnur "manifesta abertamente sua preocupação com a aparente desconsideração dos padrões europeus e internacionais aceitáveis e dos elementos fundamentais do processo devido", disse Colville. Autoridades italianas colocaram os 25 estrangeiros em um avião e os mandaram para Gana na quinta-feira, gerando protestos de agências humanitárias e de políticos de oposição.

Agencia Estado,

23 de julho de 2004 | 17h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.