ONU critica Vaticano sobre abuso a crianças

O comitê de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) criticou o Vaticano por adotar políticas que permitiram que padres estuprassem e molestassem dezenas de milhares de crianças e pediu a abertura de arquivos sobre pedófilos e clérigos que ocultaram seus crimes.

Agência Estado

05 de fevereiro de 2014 | 09h05

Em relatório publicado nesta quarta-feira, o comitê da ONU também faz severas críticas à Santa Sé por suas atitudes em relação ao homossexualismo, à contracepção e ao aborto e pediu que a igreja revise suas políticas para garantir os direitos das crianças e seu acesso à saúde.

O comitê publicou suas recomendações depois de submeter a Santa Sé a uma interrogatório, no mês passado, a respeito a implementação pela igreja da Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança, o principal tratado internacional que assegura dos direitos das crianças. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUVaticanoabuso sexualcrianças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.