ONU declara zona de fome em sexta região da Somália

A fome se espalhou para a sexta região no sul da Somália e tende a se expandir ainda mais nos próximos meses, com 750 mil pessoas em risco de morte, disse a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta segunda-feira. "Dezenas de milhares de pessoas já morreram, metade das quais eram crianças", informou um comunicado da equipe de segurança alimentar da ONU para a Somália. Nesta segunda-feira, a ONU declarou a região de Bay como uma zona de fome.

AE, Agência Estado

05 Setembro 2011 | 20h33

"No total, 4 milhões de pessoas passam fome na Somália no momento, das quais 750 mil poderão morrer nos próximos quatro meses se não houver uma resposta adequada", disse o comunicado, informa a agência France Presse (AFP). A região de Bay inclui a cidade de Baidoa, a qual é um quartel-general dos insurgentes islamitas da organização Al-Shabab.

As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
SomáliafomeBaidoaBay

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.