ONU denuncia violência em cidade tomada pela oposição afegã

Homens armados saquearam um depósito de comida da Organização das Nações Unidas e há informações, não confirmadas, de execuções sumárias depois da tomada da cidade afegã Mazar-i-Sharif pelas tropas de oposição, informou hoje a porta-voz da Coordenação de Assistência Humanitária da ONU para o Afeganistão, Stephanie Bunker. Segundo Bunker, que falou da capital paquistanesa, Islamabad, um comando da Aliança do Norte emboscou um comboio da ONU com 10 caminhões transportando ajuda para a região de Mazar-i-Sharif. "É uma questão de grande preocupação para nós" disse Bunker. "A situação pode piorar ainda mais caso a lei e a ordem não sejam mantidas". A Aliança do Norte tomou a cidade estratégica de Mazar-i-Sharif, que estava em poder do Taleban, na sexta-feira. Segundo a ONU, o saque ao armazém ocorreu durante o final de semana. "Cerca de 89 toneladas de comida - açúcar, óleo de cozinha e biscoitos - desapareceram de nosso depósito", afirmou o porta-voz do Programa Mundial de Alimentação da ONU, Lindsey Davis, que disse não saber quem teria realizado o saque. "Outros informes não confirmados falam de incidentes incluindo violência e execuções sumárias", afirmou Bunker. Em Genebra, a Unicef (fundo da ONU para a infância), informou que as forças do Taleban abandonaram Mazar-i-Sharif levando com elas todos os veículos e equipamentos de comunicação pertencentes à agência. Computadores e outros bens da Unicef na cidade também foram roubados, embora ainda não esteja claro quem foi o responsável.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.