ONU discute proposta dos EUA para o Iraque

O Conselho de Segurança da ONU reuniu-se hoje para discutir uma proposta de resolução patrocinada pelos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, que determina o fim das sanções ao Iraque. A expectativa, no entanto, é de que o debate sobre a proposta provoque divisões entre os membros do Conselho de Segurança sobre qual deve ser o papel da ONU no Iraque pós-guerra.De acordo com as autoridades americanas, um novo órgão chamado, na proposta, apenas de ?autoridade? - liderado por Grã-Bretanha e Estados Unidos - deve decidir qual será o destino da renda gerada pela venda do petróleo iraquiano. Com a criação do novo órgão, a ONU - que atualmente controla a receita gerada pelo petróleo iraquiano - passaria a ocupar um papel consultivo.Para que a resolução seja aprovada, a proposta precisa do apoio de nove dos 15 membros do Conselho de Segurança e não pode receber o veto de nenhum dos cinco membros permanentes - Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, Rússia e França. A Rússia tem defendido uma participação forte da ONU no Iraque para garantir legitimidade internacional à administração provisória escolhida pelos Estados Unidos.Além disso, antes de suspender as sanções, Rússia e França querem que a ONU retome o processo de inspeção de armas no Iraque para garantir que o país não possui um arsenal de destruição em massa. A proposta de resolução não menciona o retorno dos inspetores de armas da ONU ao Iraque, e autoridades americanas já se manifestaram contra a idéia. As informações são do site da BBC em português. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.