ONU diz que 100 mil fugiram da Líbia na última semana

Uma contagem do órgão mostrou que os fugitivos são na maioria estrangeiros, principalmente egípcios e tunisianos

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2011 | 08h41

GENEBRA - A agência de refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) informou ontem que "quase 100 mil pessoas", principalmente estrangeiros, fugiram da Líbia para países vizinhos na última semana, em meio aos tumultos no país do Norte da África. "Equipes de emergência estão trabalhando com autoridades da Tunísia e do Egito e com organizações não governamentais (ONGs) para dar suporte a quase 100 mil pessoas que fugiram da violência na Líbia na última semana", disse o escritório do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, em comunicado.  

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos de ditadura na Líbia

mais imagens Galeria: Veja imagens dos conflitos

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

blog Radar Global: Acompanhe os protestos na região

Uma contagem do órgão mostrou que os fugitivos são na maioria estrangeiros, principalmente egípcios e tunisianos. A organização humanitária Crescente Vermelho - a versão da Cruz Vermelha para os países islâmicos - informou que mais de 10 mil pessoas fugiram da Líbia para a Tunísia pelo posto de Ras Jedir somente no sábado. A maior parte do grupo era formada por egípcios. A organização também classificou a situação na Líbia como "crise humanitária". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaprotestosfugarefugiadosONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.