AFP PHOTO / ARIS MESSINIS
AFP PHOTO / ARIS MESSINIS

ONU diz que 239 imigrantes morreram em dois naufrágios na costa da Líbia

Um grupo de imigrantes, incluindo cerca de 20 mulheres e 6 crianças, saiu da Líbia por volta das 3h na quarta-feira em um bote de plástico, mas a embarcação virou poucas horas depois

O Estado de S. Paulo

03 de novembro de 2016 | 16h21

GENEBRA - Ao menos 239 imigrantes, provavelmente da África Ocidental, morreram em dois naufrágios na costa da Líbia, disse nesta quinta-feira, 3, um porta-voz da agência de imigrantes da Organização das Nações Unidas.

Um grupo de imigrantes, incluindo cerca de 20 mulheres e 6 crianças, saiu da Líbia por volta das 3h na quarta-feira em um bote de plástico, mas a embarcação virou após poucas horas, disse Flavio di Giacomo, um porta-voz da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

No momento que o resgate chegou ao local, a maioria havia se afogado. Doze corpos foram recuperados, incluindo de três bebês. Cerca de 27 pessoas sobreviveram.

Mais duas mulheres sobreviveram a outro desastre que ocorreu mais ou menos ao mesmo tempo, segundo relatos. O barco delas levava cerca de 130 pessoas.

A OIM informou que as mortes mais recentes indicam que 4.220 vidas foram perdidas no Mediterrâneo até o momento neste ano. No ano inteiro de 2015, 3.777 pessoas morreram.

As duas embarcações zarparam de pontos do litoral próximos de Trípoli e a maioria dos imigrantes procedem da Guiné. / EFE e REUTERS 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.