ONU diz que eleições no Timor Leste foram um dia de paz

Conselho Nacional Eleitoral começará a anunciar os resultados na próxima semana

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 09h53

O enviado especial do secretário-geral da ONU ao Timor Leste, Atul Khare, qualificou neste domingo as eleições parlamentares de sábado como um "dia de paz para os timorenses", enquanto o bispo de Díli pedia que todos aceitem o resultado das urnas. "Sinto-me muito orgulhoso deles e das autoridades do Timor Leste que realizaram muito bom trabalho, da organização do pleito e, certamente, da ONU", disse em Díli o diplomata indiano Khare, também chefe da Missão Transitória das Nações Unidas no Timor Leste (Unmit, na sigla em inglês). O Conselho de Segurança da ONU criou a Unmit em agosto de 2006 com o mandato de ajudar os timorenses a superar a crise política, fruto da violência nas ruas, e organizar eleições presidenciais e legislativas em 2007, como o país fez. "A segurança foi excelente. Não ocorreram incidentes até o momento. Eu considero que foi um dia de paz para os timorenses", acrescentou. O chefe da Unmit tinha comentado antes que o futuro Governo da antiga colônia portuguesa precisa reestruturar o Exército e a Polícia, fortalecer o sistema judiciário, restabelecer a confiança no império da lei e conseguir que os milhares de refugiados que vivem há mais de um ano em assentamentos provisórios voltem para casa. Doze partidos e duas coalizões concorrem às 65 cadeiras do próximo Parlamento unicameral, a segunda legislatura da República Democrática do Timor Leste, que conquistou a independência em 20 de maio de 2002. O bispo de Díli, Alberto Ricardo da Silva, exortou neste domingo todos os partidos políticos a aceitar o resultado. "O povo está farto de violência e vandalismo e anseia pela paz, estabilidade, harmonia e prosperidade", disse. A Frente de Resistência de Timor Leste Independente (Fretilin), que governa desde 2002, e o recém-fundado Conselho Nacional para a Reconstrução do Timor Leste (CNR) são os favoritos. O Conselho Nacional Eleitoral começará a anunciar os resultados na próxima semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.