ONU diz que há 50 milhões de sem-teto no mundo

Guerras, desastres naturais e desenvolvimento econômico desordenado deixaram 50 milhões de pessoas sem-teto dentro de seus países de origem, diz uma nova estimativa da ONU, número que supera uma cifra mais conhecida, a de refugiados - pessoas que fugiram de seus países - e que são 14 milhões.Segundo Dennis McNamara, diretor da campanha das Nações Unidas para socorrer as pessoas deslocadas, não existe um sistema global de registro das pessoas desabrigadas dentro de seus países de origem. Ele disse que a estimativa é de 25 milhões de sem-teto desabrigados por conflitos e outros 25 milhões desabrigados por desastres naturais ou fatores econômicos.?Eles são os esquecidos e negligenciados do mundo?, afirmou. McNamara chegou a esses números depois de avaliar diversos países, especialmente na África e na América Latina. Das 21 guerras em andamento hoje, 18 são conflitos internos ou guerras civis. McNamara notou que o número estimado de desabrigados supera o de portadores de HIV (38 milhões).?Não pretendo comparar sofrimentos ou denegrir outros problemas de massa?, disse. ?Mas não há nem um décimo da atenção dada a um grupo muito maior de pessoas bem miseráveis, sofrendo e vivendo numa pobreza abjeta?. Segundo ele, mais de 2 milhões de pessoas foram desabrigadas por décadas de guerra civil na Colômbia, mas a situação na África é muito pior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.