ONU diz que Israel provoca crise humanitária entre palestinos

O secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, na mais forte condenação a Israel até o momento, disse hoje que está "apavorado com a situação humanitária" causada pela ofensiva israelense contra os palestinos. Ele afirmou que a dura repressão de Israel está causando uma "crise humanitária e dos direitos humanos cada vez maior" nas áreas palestinas.Annan considerou inaceitável tal ação por parte de um país "que clama ser uma democracia". "Estou, francamente, apavorado com a situação humanitária", afirmou Annan após discutir a violência no Oriente Médio com o secretário de Estado americano, Colin Powell, o chanceler russo, Igor Ivanov, o representante do Exterior e de Segurança da União Européia, Javier Solana, e o ministro do Exterior espanhol, Josep Pique.Ele disse que a operação israelense está causando "um enorme sofrimento à inocente população civil pega nas hostilidades" na Cisjordânia e Faixa de Gaza. Annan afirmou que a comunidade internacional exige que Israel "honre suas obrigações sob a lei humanitária internacional para proteger civis" e que as tropas parem de danificar e destruir propriedade privada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.