ONU diz que viagens a países com ebola devem continuar

O porta-voz da Organização das Nações Unidas (ONU), Stephane Dujarric, afirmou que a ONU acredita que viagens aéreas a países da África Ocidental afetados pelo vírus do ebola devem continuar, apesar do primeiro caso nos EUA.

Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2014 | 14h53

Dujarric disse que "é muito importante não isolar esses países", uma vez que isso iria piorar a situação política e econômica deles. Ele afirmou que grupos de ajuda humanitária precisam de acesso à região.

O primeiro caso de ebola nos EUA é um homem que viajou da Libéria para visitar parentes no Texas. O avião passou por Bruxelas e Washington antes de chegar aos EUA.

Dujarric enfatizou a importância de monitorar viajantes tanto nas chegadas quanto nas partidas.

A ONU se posicionou repetidas vezes contra restrições a viagens a países afetados pela epidemia. Um funcionário da organização morreu na Libéria, provavelmente infectado com ebola. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUenola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.