ONU é contra a retirada de Arafat de território palestino

Depois de o governo dos Estados Unidos afirmar que ?não seria útil? expulsar o líder palestino Yasser Arafat, , foi a vez das Nações Unidos tomarem a mesma posição. O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, deixou claro que é contra a expulsão do líder palestino Yasser Arafat dos territórios ocupados. "Não seria algo sábio expulsá-lo", afirmou Annan, em Genebra. O governo de Israel decidiu, ontem, expulsar Arafat, alegando que ele seria um "obstáculo à paz". Por enquanto, porém, nenhuma ação seria tomada e as Forças Armadas estariam incumbidas de traçar um remover o líder.O secretário-geral da ONU soma suas críticas às de vários líderes mundiais em relação à iniciativa de Israel. Hoje, Annan estará reunido com os diretores das principais agencias da ONU para tratar da crise de segurança no Iraque. Amanhã, o secretário-geral se reúne com os ministros de Relações Exteriores dos cinco países membros do Conselho de Segurança, em Genebra. Apesar de o tema central ser o Iraque, a questão palestina e o futuro de Arafat também deverão fazer parte dos debates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.