ONU e EUA chegam a acordo sobre inspeção nuclear na Líbia

Os Estrados Unidos e a agência de supervisão nuclear das Nações Unidas encerraram semanas de disputa sobre a primazia e concordaram em trabalhar juntos para examinar, classificar e eliminar o programa de desenvolvimento de armas atômicas da Líbia. O acordo foi fechado entre o chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed El-Baradei, William Ehrman, um importante especialista britânico em armas nucleares e o subsecretário de Estado dos EUA John Bolton.Ao final da reunião, El-Baradei disse que à AIEA caberá estabelecer qual a extensão e o conteúdo do programa líbio; depois disso, os Estados Unidos e a Grã-Bretanha cuidarão do desmantelamento e remoção do aparato. Fontes diplomáticas também disseram que a AIEA reivindica o direito de fazer um levantamento posterior, para certificar que todo o material havia sido retirado ou destruído.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.