ONU e fundação da Índia querem combater o infanticídio

O Fundo para a População da ONU (UNPFA) e a fundação indiana "Art of Living" organizarão uma manifestação no norte da Índia para conscientizar sobre o problema dos feticídios e assassinatos de meninas no país asiático, informou neste domingo a agência "PTI".A manifestação partirá no dia 26 de março da localidade de Talwandi Sabo, no estado noroeste de Punjab, e terminará em 13 de abril em Anandpur Sahib, na mesma região, assinalou a representante da Fundação "Art of Living" Richa Chopra, citada pela "PTI".A manifestação, que terá a participação de voluntários e ativistas da organização, pretende "educar a população contra a ameaça dos feticídios de meninas", acrescentou. Está previsto que os participantes levem cartazes contra o assassinato das crianças e distribuam folhetos com informação nos mercados e zonas residenciais dos distritos que atravessarem.Entre os participantes da manifestação haverá "gurus" da Fundação e líderes de outros grupos espirituais. Segundo o Unicef, o feticídio e os assassinatos causam a cada ano na Índia o "desaparecimento" de dois milhões e meio de meninas, sobretudo nas áreas do norte do país.O Governo de Nova Délhi anunciou na semana passada que porá berços em todos os distritos para que os pais possam abandonar no local suas recém-nascidas se não quiserem criá-las. Na Índia, o filho homem perpetua a linhagem, herda a propriedade e cuida de seus pais na velhice, enquanto se conserva o costume de pagar um substancioso dote à família do namorado no momento de pactuar o casamento, o que faz com que muitos pais considerem o infanticídio uma melhor opção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.