ONU e Irã assinarão acordo sobre refugiados afegãos

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) informou que assinará um acordo com o governo do Irã, na próxima semana, para ajudar centenas de milhares de refugiados afegãos a retornarem a seu país. O Acnur, ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), informou que o programa de repatriação, com início previsto para 9 de abril, ajudará 400.000 afegãos a retornaram a seu país, ainda este ano. Cada refugiado receberá o equivalente a US$ 10, cobertores, roupas e instrumentos agrícolas. O programa será voluntário, nos moldes de uma operação similar realizada no Paquistão, informou a agência da ONU. Juntos, Irã e Paquistão abrigam cerca de 3,5 milhões de refugiados de mais de 20 anos de guerras, seca e pobreza no Afeganistão. Milhares já voltaram para suas casas desde a queda do regime fundamentalista islâmico do Taleban, no fim do ano passado. Os dois países têm pressa para que os refugiados afegãos sejam repatriados, mas as Nações Unidas alegam que o retorno compulsório não é uma opção, pois o Afeganistão não é capaz de absorver rapidamente um grande número de pessoas, e ainda é um local perigoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.