ONU encontra evidências de canibalismo na guerra do Congo

Investigadores da Organização das Nações Unidas (ONU) encontraram evidências plausíveis para sustentar as acusações de que tropas rebeldes congolesas mataram e comeram pigmeus no nordeste do Congo, informaram funcionários da entidade.Durante a última semana, investigadores de abusos aos direitos humanos apuraram os relatos de canibalismo na província congolesa de Ituri, onde forças do rebelde Movimento Congolês de Libertação (MCL) e de sua aliada Ação Congelesa pela Democracia-Nacional (ACD-N) são acusadas de matar e comer pigmeus que habitam as densas florestas tropicais, disse Manodje Mounoubai, porta-voz da missão da ONU no Congo.Mounoubai disse que pretende esperar o retorno dos investigadores antes de fornecer novas informações. No entanto, fontes ligadas à ONU comentaram que a equipe investigadora descobriu que as acusações têm fundamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.