ONU espera cessar-fogo na Síria até o dia 12 de abril

Regime sírio disse a Annan que já começou a retirar suas tropas de algumas cidades do país

Agência Estado,

05 de abril de 2012 | 09h05

GENEBRA - O mediador da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe para a crise da Síria, Kofi Annan, espera que o governo e a oposição sírias cheguem a um acordo de cessar-fogo até 12 de abril, informou nesta quinta-feira, 5, o porta-voz de Annan.

"O que esperamos é que, em 10 de abril, o governo sírio tenha retirado totalmente suas tropas das áreas povoadas...e, em seguida, daremos início a um período de 48 horas durante o qual todas as formas de violência de ambas as partes cessarão por completo," disse o porta-voz, Ahmad Fawzi.

O regime sírio disse a Annan que já começou a retirar suas tropas de algumas cidades do país, incluindo Daraa e Abadani, no sudoeste, e Idlib, no nordeste, relatou Fawzi. Além disso, uma equipe avançada despachada por Annan deve chegar ainda hoje a Damasco, capital do país, para discutir o envio de uma missão da ONU para monitorar o processo de paz, acrescentou.

Annan deverá falar mais tarde na Assembleia Geral da ONU sobre a situação da Síria.

O anúncio de Fawzi coincidiu nesta quinta com uma ataque lançado por militares sírios nos arredores de Damasco. Ativistas descreveram a ofensiva como uma das mais violentas já ocorridas nas cercanias da capital desde que teve início o levante popular contra o regime de Bashar Assad, há pouco mais de um ano.

A ONU estima que a repressão síria às manifestações de oposicionistas já causou mais de 9 mil mortes desde março do ano passado. As informações são da Dow Jones e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriacessar-fogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.