ONU fará reunião de emergência sobre Coreia do Norte

Conselho de Segurança discute a partir das 17h de Brasília o teste nuclear promovido por Pyongyang

Agência Estado,

25 de maio de 2009 | 04h51

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai fazer nesta segunda-feira, 25, uma reunião de emergência para discutir o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte, informou o ministro russo do Exterior, Sergei Lavrov, citado pelas agências de notícias da Rússia. Segundo Lavrov, a reunião será às 17h (de Brasília). Mais cedo, o Ministério havia declarado que a notícia do teste "traz preocupação".

Veja também:

Coreia do Norte faz 2º teste nuclear e lança mísseis

Teste nuclear ameaça a paz, diz Obama

 especial As armas e ambições das potências nucleares

lista Conheça o arsenal de mísseis norte-coreano

A Coreia do Norte anunciou nesta segunda-feira que realizou com sucesso um teste nuclear subterrâneo, semanas depois de ameaçar restabelecer seu programa atômico. A Agência de Notícias Central Coreana, órgão estatal, disse que o teste faz "parte das medidas para sua linha de autodefesa nuclear".

Em Washington, o presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou que o teste representa "uma ameaça à paz internacional" e justifica uma "ação por parte da comunidade internacional". "Essas ações, embora não sejam uma surpresa, são uma questão de grave preocupação para todos os países", disse Obama, num comunicado. "As tentativas da Coreia do Norte de desenvolver armas nucleares, bem como seu programa de mísseis balísticos, constituem uma ameaça à paz e à segurança internacional", declarou.

 

O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, convocou uma reunião de emergência da área de segurança, depois de formar uma "equipe de gerenciamento de crise", formada por militares de alta patente. Em Seul, manifestantes queimaram cartazes com fotos do líder norte-coreano, Kim Jong Il, pedindo uma punição da comunidade internacional ao país comunista. "Abaixo Kim Jong Il!", bradavam cerca de 200 ativistas, enquanto queimavam uma bandeira gigante da Coreia do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do Norteprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.