ONU faz alerta sobre plano do Irã para enriquecer urânio

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), braço das Organização das Nações Unidas (ONU) que monitora o uso da energia nuclear no mundo, Yukiya Amano, expressou preocupação nesta segunda-feira a respeito da decisão iraniana de começar um enriquecimento mais elevado de urânio, após a entidade ter recebido uma comunicação oficial da República Islâmica que informou essa decisão.

ANDRÉ LACHINI, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2010 | 18h16

"O diretor-geral da AIEA, Yukiya Amano, notou com preocupação essa decisão, uma vez que ela deverá afetar em particular os atuais esforços internacionais para garantir o acesso de combustível nuclear ao Reator de Pesquisas de Teerã", manifestou em comunicado a AIEA. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãurânionuclearONUAIEA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.