ONU: há progressos em investigação sobre armas no Irã

A Agência de Internacional de Energia Atômica (AIEA) da ONU relatou progressos em sua investigação das alegações de que o Irã tentou secretamente desenvolver armas nucleares, o que causou um impasse nas negociações de um acordo nuclear com potências ocidentais.

AE, Agência Estado

21 Maio 2014 | 13h13

A agência disse que Teerã concordou em "trocar informações" sobre as suspeitas de que o país teria manipulado explosivos de alta potência como parte de uma possível tentativa de detonar uma carga nuclear.

Também nesta quarta-feira o Irã concordou em fornecer mais respostas sobre as alegações de que o país teria trabalhado em modelos de uma ogiva nuclear.

A AIEA anunciou os avanços após uma visita a Teerã de uma delegação da ONU na segunda-feira.

O Irã nega qualquer interesse - ou trabalho - em armas nucleares, alegando que o programa nuclear é para fins pacíficos. Mas depois de anos de impasse, ele prometeu cooperar no ano passado na esperança de que irá avançar em seu objetivo de colocar um fim a todas as sanções contra a sua economia. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Irã ONU Acordo Nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.