ONU: há risco de guerra civil na Costa do Marfim

O Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, mostra-se preocupado com a possibilidade de os distúrbios políticos na Costa do Marfim gerarem uma guerra civil. Um porta-voz da ONU, Martin Nesirky, disse hoje, em comunicado, que Ban está "profundamente preocupado" com o risco de o impasse político na nação do oeste africano levar à violência generalizada e a consequências imprevisíveis, incluindo outra guerra interna.

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2010 | 16h10

Nesirky disse que o secretário-geral pede a todos os lados que sejam pacientes e advertiu às pessoas que provocam a violência de que elas serão responsabilizadas por isso. A Costa do Marfim já sofreu com uma guerra civil recente, entre 2002 e 2007.

O porta-voz disse ainda que Ban está pedindo ao atual presidente, Laurent Gbagbo, que deixe o poder para Alassane Ouattara. Inicialmente, a contagem mostrou Ouattara como vencedor do segundo turno presidencial, mas posteriormente o resultado foi alterado e Gbagbo reivindicou a vitória, gerando o impasse. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.