KCNA/via REUTERS
KCNA/via REUTERS

ONU impõe novas sanções contra cidadãos e entidades da Coreia do Norte

Resolução apresentada pelos EUA não impõe nova penalidade sobre o país por seus mais recentes testes de mísseis, uma vez que a China se opôs, lançando mão de seu poder de veto

O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2017 | 18h44

NOVA YORK - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas aprovou por unanimidade uma resolução que acrescenta 15 indivíduos e 4 entidades da Coreia do Norte ligados ao programa nuclear e de mísseis do país a uma lista de sanções da ONU.

A resolução apresentada pelos EUA não impõe qualquer nova sanção sobre o país por seus mais recentes testes de mísseis. Nesse caso, Washington e seus aliados ocidentais buscavam a nova punição, mas a China se opôs, lançando mão de seu poder de veto. Pequim é o principal aliado do regime norte-coreano.

Ainda assim, a embaixadora dos EUA no Conselho de Segurança, Nikki Halley, afirmou depois da sessão: "O Conselho de Segurança envia uma clara mensagem hoje à Coreia do Norte: parem de disparar mísseis balísticos ou sofram as consequências".

A resolução proposta impõe uma proibição de viagens e o congelamento de ativos contra os norte-coreanos, entre eles homens que encabeçariam operações de espionagem no exterior e a coleta de inteligência estrangeira de Pyongyang. / AP

 

Tudo o que sabemos sobre:
ONUCoreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.