ONU investigará operações com drones

A ONU lançou ontem uma investigação sobre o uso de aviões não tripulados em operações antiterrorismo, em reação a críticas a respeito do número de civis mortos nessas ações. Anunciada em Londres, a apuração investigará 25 ataques de drones lançados no Paquistão, Iêmen, Somália, Afeganistão e nos territórios palestinos. A maioria das operações com drones foi praticada pelos Estados Unidos. Grã-Bretanha e Israel também têm usado o equipamento, cuja tecnologia é dominada por dezenas de países.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.