ONU já pensa na defesa dos civis no Iraque

O Alto Comissário de Direitos Humanos da ONU, o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, alerta que, caso haja uma guerra no Iraque, a população civil necessita ser protegida. "Temos de evitar que os conflitos gerem danos colaterais", afirmou o brasileiro em entrevista à Agência Estado. Na avaliação de Vieira de Mello, a possibilidade da explosão de mais uma guerra no Oriente Médio é um fato que o preocupa. "Trata-se de uma questão que me inquieta. Os conflitos armados estão na origem das piores violações aos direitos humanos", completou o brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.