ONU mobiliza esforço humanitário para o Afeganistão

Agências humanitárias internacionais mobilizaram nesta sexta-feira uma grande operação nos territórios em torno do Afeganistão como preparação para um aumento antecipado do fluxo de refugiados causados pela ameaça de uma ofensiva militar dos Estados Unidos. As agências, porém, temem o pior para as milhões de pessoas que permanecerem dentro das fronteiras afegãs. O Comitê Internacional da Cruz Vermelha informou que se prepara para uma guerra, com planos de contingência para ampliar o recrutamento de médicos e cirurgiões nos países vizinhos para cuidarem dos feridos e ajudarem a Crescente Vermelha do Afeganistão a operar um serviço de ambulância. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) revelou ter enviado ao Paquistão materiais de abrigo guardados em seus galpões na Dinamarca, onde há estoque suficiente para abrigar 1 milhão de pessoas.O Acnur planeja enviar ainda 30.000 barracões a mais para as regiões de fronteira, disse o porta-voz, Ron Redmond. De acordo com ele, o governo japonês também planeja doar suprimentos. O Fundo das Nações Unidas para a Criança anunciou o envio de US$ 130,000 em suprimentos médicos, abrigos e purificadores de água para o Turcomenistão, na fronteira noroeste do Afeganistão. A porta-voz Wivina Belmonte disse que o avião deverá chegar à região durante o fim de semana com remédios suficientes para 100.000 pessoas por um período de três meses. De acordo com ela, seriam enviadas remessas aéreas para Paquistão, Usbequistão e Tadjiquistão, todos países vizinhos do Afeganistão. As nações que fazem fronteira com o território afegão tentaram fechar as fronteiras, mas ainda esperam um grande influxo de refugiados. Paquistão e Irã juntos abrigam cerca de 3,3 milhões de afegãos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.