Mohamad Torokman/Reuters
Mohamad Torokman/Reuters

ONU não tem consenso sobre candidatura palestina, diz documento

Minuta parece confirmar que a iniciativa deve fracassar em razão do impasse insolúvel do conselho

REUTERS

08 de novembro de 2011 | 16h56

NAÇÕES UNIDAS, NOVA YORK - Um relatório preliminar feito por um importante comitê do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, obtido pela Reuters nesta terça-feira, 8, declarou que os membros podem não chegar a um consenso sobre a adesão da Palestina como Estado membro da ONU. "O comitê foi incapaz de fazer uma recomendação unânime ao Conselho de Segurança", afirmou o relatório preliminar do comitê do conselho para a admissão de novos Estados membros.

 

Veja também:

documento PARA ENTENDER: Adesão é processo lento

tabela HOTSITE: A busca pelo Estado palestino

O documento foi enviado a todos os 15 membros do Conselho de Segurança nesta terça. A minuta, de quatro páginas, parece confirmar que a iniciativa palestina para se unir ao organismo mundial como membro pleno deve fracassar em razão do impasse insolúvel do conselho. Diplomatas ocidentais disseram que a solicitação estava condenada desde o início em razão da promessa dos EUA de vetá-la caso ela fosse a votação no conselho.

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, inscreveu o Estado da Palestina para a condição de membro pleno da ONU em 23 de setembro. Os palestinos ainda podem pedir a votação no Conselho de Segurança, mas diplomatas afirmam que não está claro se isso acontecerá, dado que Washington provavelmente não precisará usar seu poder de veto para bloqueá-la.

Os palestinos obteriam uma vitória moral e forçariam Washington a usar o seu veto caso fossem capazes de conseguir nove votos de apoio no conselho. Uma resolução do conselho precisa de nove votos favoráveis - e nenhum veto - para ser aprovada. Diplomatas da ONU, porém, afirmam que os palestinos até agora conseguiram apenas oito votos.

A minuta detalha como o conselho está dividido em três grupos: os que planejam apoiar a candidatura palestina, os que se opõem a ela e os que planejam se abster de qualquer votação. O texto não identifica os países. O relatório preliminar pode ainda ser revisado antes de ser formalmente apresentado ao Conselho de Segurança na sexta-feira, disseram diplomatas sob a condição de anonimato.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUPALESTINACANDIDATURA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.