ONU não vê sinais de que Gaddafi esteja cumprindo resoluções

Não há sinais de que o governo do líder líbio, Muammar Gaddafi, esteja cumprindo as exigências do Conselho de Segurança da ONU para um cessar-fogo imediato, afirmou o secretário-geral da entidade, Ban Ki-moon, na quinta-feira.

REUTERS

24 de março de 2011 | 16h39

"Não há evidência de que autoridades líbias tomaram medidas para cumprir as suas obrigações nos termos das resoluções 1970 ou 1973", disse Ban ao Conselho de Segurança, referindo-se às duas resoluções que exigem o fim imediato das hostilidades e a imposição da zona de exclusão aérea sobre o país do norte da África.

Ban acrescentou que seu enviado especial à Líbia, o ex-chanceler jordaniano Abdelilah Al-Khatib, advertiu pessoalmente o governo de Gaddafi de que o conselho deverá tomar "medidas adicionais" se a Líbia não atender à exigência da semana passada de um cessar-fogo.

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Tudo o que sabemos sobre:
ONULIBIABAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.