Jerry Lamper/Reuters
Jerry Lamper/Reuters

ONU nomeia Carla Del Ponte para investigação da Síria

Especialista tem experiência na investigação de crimes de guerra, na ex-Iugoslávia e em Ruanda

Agência Estado

28 de setembro de 2012 | 15h01

GENEBRA - O Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) indicou nesta sexta-feira, 28, a veterana investigadora suíça Carla Del Ponte para integrar a comissão que apura os crimes de guerra cometidos na Síria, onde mais de 30 mil pessoas foram mortas, segundo grupos de defesa dos direitos humanos, desde março do ano passado.

 

Veja também:

linkOposição síria denuncia execução de pelo menos 200 civis em Daraya

linkSíria admite possibilidade de discutir renúncia de Assad

linkNovo enviado da ONU defende união sobre Síria

 

A indicação de Carla Del Ponte, bem como de Vitit Muntarbhorn, foi feita pelo Conselho, informa a AFP. "A situação na Síria não mostra nenhum sinal de melhora", disse a presidente do Conselho, Laura Dupuy Lasserre. "Eu gostaria de recomendar à Comissão Investigadora que se fortaleça com a indicação de dois especialistas: Carla Del Ponte e Vitit Muntarbhorn".

 

Carla Del Ponte investigou crimes de guerra cometidos na ex-Iugoslávia e em Ruanda nas décadas de 1990 e 2000. Muntarbhorn, professor de direito na Tailândia, investigou o tráfico internacional de crianças na década de 1990 e trabalhou para vários braços da ONU.

 

As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.