ONU noticia morte de 36 civis em massacre na RDC

Combatentes saquearam povoados nas localidades congolesas de Masisi e Walikale no dia 26 de janeiro

Efe,

30 de janeiro de 2009 | 02h59

Pelo menos 36 civis foram mortos pelas Forças Democráticas para a Libertação de Ruanda (FDLR) entre as localidades congolesas de Masisi e Walikale, informou nesta sexta-feira, 30, a rádio da ONU, que cita como fonte um comunicado divulgado pelos milicianos Mai-Mai. Segundo a emissora, os combatentes hutus ruandeses saquearam os povoados de Melembe, Mianga, Katambira e Nyamimba, todos no território de Walikale, além de vilarejos de Masisi. Os ataques aconteceram em 26 de janeiro, depois que a imprensa anunciou a adesão de vários grupos armados ao processo de paz e a decisão deles de se integrarem às forças governamentais, disse a rádio da ONU. Segundo o porta-voz dos Mai-Mai, Didier Bitaki, os rebeldes, com armas brancas ou armas automáticas, mataram todos os congoleses que encontraram em seu caminho. O número de vítimas pode ser ainda mais alto, segundo Bitaki, que pediu ao governo congolês que tome todas as medidas para garantir a segurança dos civis nas regiões em que ocorreu o massacre.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUCongoRuanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.