Khalil Hamra/AP
Khalil Hamra/AP

ONU: Número de refugiados sírios supera 200.000

Aumento da violência e dos confrontos no Líbano prejudicam trabalho do Acnur

AE, Agência Estado

24 de agosto de 2012 | 12h21

DAMASCO - A escalada da violência na Síria e os confrontos no Líbano estão dificultando o trabalho do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) em um momento no qual o número de pessoas tentando fugir da violência atinge número recorde. De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 24, pelo Acnur em Genebra, o número de refugiados sírios nos países vizinhos supera 200.000 atualmente.

Veja também:

link Sírios criam formas de sobreviver à violência da guerra

link Turquia alerta sobre falta de espaço para refugiados sírios

link ‘Com Assad, pelo menos havia alguém no comando’, diz analista israelense

Desse total, cerca de 74.000 estão na Turquia, 61.000 na Jordânia, 51.000 no Líbano e 15.900 no Iraque. O governo turco comunicou ao Acnur que está construindo mais sete campos de refugiados.

No Líbano, o registro de refugiados no Vale do Bekaa, perto da fronteira com a Síria, também foi afetado pela preocupação com a segurança em meio aos sequestros de cidadãos sírios ocorridos na área. "A deterioração da situação de segurança no Líbano está prejudicando nosso trabalho de ajuda aos refugiados do conflito na Síria, mas as operações continuam", assegurou Adrian Edwards, porta-voz do Acnur, em Genebra.

"Os confrontos entre comunidades rivais em Trípoli continuam, o que afeta o ritmo dos registros em nosso novo centro de acolhimento na cidade" prosseguiu Edwards, do norte do Líbano.

Com Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.