ONU pede acesso de apoio médico aos civis iraquianos

As Nações Unidas solicitaram que as organizações de ajuda humanitária tenham acesso aos iraquianos que estão em perigo, especialmente aos que necessitam de atenção médica, e pediram a imediata libertação dos seqüestrados no Iraque.Ross Mountain, representante especial interino da ONU para o Iraque, disse que a organização trabalha ao lado das autoridades iraquianas, do Comitê Internacional da Cruz Vermelha e de organizações assistenciais para assegurar que a ajuda humanitária chegue até "grupos vulneráveis" em Faluja e outras cidades afetadas pela recente onda de violência. Mountain condenou os recentes seqüestros de trabalhadores que buscavam ajudar a população iraquiana, qualificando as capturas como violação de princípios humanitários. Referiu-se ainda à importância de proteger os civis nos conflitos armados, como exige a legislação internacional."O acesso humanitário aos civis afetados, e o acesso aos civis que necessitam de serviços básicos e de provisões de emergência são uma das maiores preocupações", expressou Mountain em uma declaração emitida pelo escritório da ONU em Amã, a capital da Jordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.