ONU pede apoio para combater terrorismo no Iraque

ONU pede apoio para combater terrorismo no Iraque

Conselho de Segurança condenou ações do grupo Estado Islâmico; enviado especial diz que país espera ajuda

Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2014 | 17h02

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou as ações do grupo extremista Estado Islâmico e pediu que a comunidade internacional dê mais apoio ao governo iraquiano no combate ao terrorismo.

A declaração, aprovada por todos os 15 membros do conselho durante reunião nesta sexta-feira, expressou a profunda revolta da ONU com os assassinatos, sequestros, estupros e torturas cometidas pelo Estado Islâmico contra cidadãos do Iraque e de outros países. A declaração destaca que "alguns destes atos podem constituir crimes de guerra e crimes contra a humanidade".

A reunião foi chefiada pelo secretário de Estado dos EUA, John Kerry, que convocou o conselho para mostrar apoio ao governo do Iraque. O enviado da ONU ao Iraque, Nickolay Mladenov, afirmou nesta sexta-feira que o país está esperando a ajuda da comunidade internacional para remover a ameaça imposta pelo Estado Islâmico à segurança do Oriente Médio.

O encontro desta sexta-feira aconteceu poucas horas após caças franceses atacarem alvos de militantes do grupo Estado Islâmico no Iraque. A França se tornou o primeiro país a publicamente dar apoio militar aos EUA na estratégia aérea de combate ao grupo terrorista. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ONUapoioIraqueEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.