ONU pede envio de alimentos ao Timor Leste

Clima e gafanhotos prejudicam em 30% a produção de milho e 20% a de arroz

Efe, Agencia Estado

21 Junho 2007 | 13h09

A ONU apela à comunidade internacional para ajudar com alimentos cerca de 200 mil timorenses. Eles são assolados pela seca e por recentes pragas de gafanhotos. A ajuda será destinada às áreas rurais do Timor Leste durante um período de crise de seis meses, a partir de outubro deste ano.O comunicado foi divulgado nesta quinta-feira, 21, pelo Programa Mundial de Alimentos da ONU e pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação.De acordo com o comunicado há uma queda de 30% da produção de milho e 20% na de arroz, em conseqüência das más condições climáticas, especialmente no litoral norte. O leste é afetado pelos gafanhotos.A ONU estima que a população do Timor subsistia com US$ 1 por dia em 2006, após quatro anos de independência.Segundo o relatório, "metade da população não tem água potável, 60 de cada mil recém-nascidos morrem antes de completar um ano e a expectativa de vida não passa de 55,5 anos de idade".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.