ONU pede envolvimento regional e internacional no Iraque

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou nesta segunda-feira que, diante do perigo que a situação no Iraque desemboque em uma guerra civil, não existe outra alternativa a não ser um envolvimento regional e internacional para acabar com a violência e fomentar a reconciliação nacional. A posição da ONU foi indicada pelo representante especial do órgão e chefe da missão de assistência no Iraque (Unami), Ashraf Qazi, em reunião do Conselho de Segurança para debater o mais recente relatório do secretário-geral, Kofi Annan, sobre a situação no país árabe.Qazi manifestou que dado o grau de fragmentação da sociedade e os níveis de violência no Iraque, "não é realista esperar que o governo e o Parlamento avancem sem uma cooperação ativa da comunidade regional e internacional".Destacou ainda que o Pacto Internacional para o Iraque, para reconstruir o país, requer um ambiente de segurança e de progresso político para que possa ser realizado. Neste sentido, Qazi disse que o uso da força não permitirá que se consiga a estabilidade e a segurança, mas outras questões devem ser resolvidas, entre elas o processo de reconciliação iniciado pelo governo iraquiano. Para isso, afirmou, é indispensável que continue o processo de revisão constitucional, que poderia terminar em um referendo, sempre com a participação de todos os atores e facções políticas do país. Ainda assim, Qazi disse que os problemas iraquianos não podem ser abordados concentrando-se na dinâmica política interna do país, e que requer que os países vizinhos do Iraque e os membros permanentes do Conselho de Segurança - China, França, EUA, Reino Unido e Rússia - se envolvam na busca de uma solução.O chefe da missão da ONU no Iraque se mostrou encorajado pela decisão das autoridades iraquianas de enviar emissários aos países vizinhos para preparar as bases para uma conferência regional. Tanto no plano nacional como regional, o alto funcionário da ONU assinalou que a Unami deveria desempenhar um papel importante de assistência, tanto técnica como de mediação entre as partes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.