ONU pede fim da violência no Oriente Médio

Os membros do Conselho de Segurança da ONU pediram o fim da violência no Oriente Médio e convidaram palestinos e israelenses a retomarem o processo de paz estipulado pelo Mapa do Caminho. Nenhuma decisão foi tomada na sessão convocada para debater as ações militares israelenses em territórios ocupados, após o fracasso da adoção de uma declaração presidencial na semana passada. O observador permanente palestino perante a ONU, Riyad Mansour, reclamou da escalada dos ataques militares israelenses nos territórios ocupados, especialmente na Faixa de Gaza, desde o início de abril, que causaram a morte de 21 palestinos, entre os quais duas crianças. Mansour afirmou que o objetivo de Israel durante os 39 anos de ocupação é causar "o maior sofrimento possível aos palestinos enquanto reforça a ocupação e continua colonizando a terra palestina". Mapa do Caminho O observador palestino pediu à comunidade internacional e, especialmente ao Conselho de Segurança, que "mostre mais decisão para abordar a situação" e que encerre as políticas consideradas desiguais. O silêncio e a passividade diante das "políticas ilegais de Israel" contra os palestinos e a aplicação de uma "punição coletiva aos palestinos numa tentativa de isolar política e economicamente este povo por terem eleito seu governo democraticamente" são exemplos desse desequilíbrio, salientou. Durante a reunião, os quinze membros do Conselho condenaram o ataque suicida de segunda-feira em Tel-Aviv, que tirou a vida de nove pessoas e deixou cerca de 40 feridos. Também lamentaram que o novo governo do Hamas se negue a rejeitar o terrorismo. Os membros do Conselho de Segurança concordaram sobre a necessidade de respeito mútuo entre os dois países e da moderação de suas ações, e pediram a volta das negociações para o processo de paz, com base no Mapa de Caminho.

Agencia Estado,

18 Abril 2006 | 02h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.