ONU pede investigação internacional sobre a queda do MH17

Resolução proposta pela Austrália foi aprovada por unanimidade e quer o fim das atividades militares no local da queda do avião

O Estado de S. Paulo

21 Julho 2014 | 16h49

NAÇÕES UNIDAS - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou por unanimidade nesta segunda-feira, 21, um pedido de investigação internacional para a queda do voo da Malaysia Airlines na Ucrânia. Os EUA afirmam que o avião foi derrubado por separatistas pró-Rússia.

A resolução proposta pela Austrália, país de origem de 37 das 298 vítimas, pede ainda o fim das atividades militares ao redor de onde estão os destroços do avião e acesso irrestrito ao local para os peritos internacionais.

A ministra do Exterior da Austrália, Julie Bishop, declarou que o local da queda sofreu "violações grotescas" e pediu que os grupos rebeldes permitam imediatamente o acesso dos especialistas internacionais. Ela acrescentou que "as vítimas devem ser tratadas com dignidade".

O conselho adotou a medida após intensas negociações no final de semana e forte pressão internacional sobre a Rússia. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.