KRT via AP Video
KRT via AP Video

ONU pede que Coreia do Norte pare de realizar testes de mísseis balísticos

Para organização, as ações ‘ameaçam a segurança regional e internacional’; Conselho de Segurança fará uma reunião de emergência sobre Pyongyang na terça-feira

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2017 | 15h03

NAÇÕES UNIDAS - A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu nesta segunda-feira, 22, que a Coreia do Norte pare com seus testes de mísseis balísticos que "ameaçam a segurança regional e internacional".

"Está claro que a Coreia do Norte desafia abertamente as resoluções do Conselho de Segurança acelerando suas atividades balísticas", afirmou o porta-voz da ONU, Stephan Dujarric, em reação aos recentes disparos de mísseis norte-coreanos. Pyongyang deve ainda "planejar a retomada de um diálogo significativo".

A Coreia do Norte afirmou que disparou com sucesso um míssil de médio alcance, desafiando as sanções das Nações Unidas. As resoluções da organização proíbem toda atividade nuclear ou balística de Pyongyang, que é alvo de uma série de sanções que os EUA querem reforçar.

A pedido de Washington, Seul e Tóquio, uma reunião de emergência do Conselho de Segurança está prevista para terça-feira. Além disso, o governo americano negocia com Pequim, único aliado de Pyongyang, uma nova resolução, aumentando a pressão sobre o regime comunista.

A Coreia do Norte realizou uma dezena de disparos de mísseis desde o início deste ano e avança a passos largos na direção do desenvolvimento de um míssil intercontinental (ICBM) capaz de atingir o território americano. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.