ONU pressiona Israel por investigação internacional

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, fez um apelo a Israel hoje para que aceite uma participação internacional na investigação sobre o ataque israelense à flotilha de ajuda humanitária à Faixa de Gaza, que deixou nove mortos na semana passada.

AE-AP, Agência Estado

08 de junho de 2010 | 20h33

Um dos porta-vozes da ONU, Farhan Haq, disse que Ban deseja enfatizar que "um envolvimento internacional fidedigno é crucial para que aconteça uma investigação imparcial e transparente" sobre o episódio. O Conselho de Segurança da ONU aprovou uma investigação internacional imparcial sobre o ataque israelense de 31 de maio. A pressão dos Estados Unidos para que Israel aceite uma investigação com participação internacional também cresceu nos últimos dias.

Os palestinos, os países árabes e a Turquia insistem que a investigação precisa ser independente. Mas o embaixador de Israel nos EUA descartou tal possibilidade, acreditando que a comunidade internacional não será imparcial e que o governo israelense é capaz de investigar sozinho o ataque.

Espera-se que a investigação esteja no topo da agenda da reunião entre o chanceler de Israel, Avigdor Lieberman, e a embaixadora dos EUA na ONU, Susan Rice. Os dois terão um encontro amanhã em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
ataquefrotaIsraelONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.