ONU reafirma sanções anteriores contra o Irã

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou, por unanimidade, uma resolução neste sábado (27) reafirmando as sanções anteriores contra o Irã em virtude da recusa de Teerã em suspender seu programa de enriquecimento de urânio e incentivos oferecidos em troca.A rápida votação foi resultado de um acordo firmado na sexta-feira (26) entre os Estados Unidos e a Rússia para levar a um novo esforço do Conselho de Segurança para condenar o programa nuclear do Irã, sem introduzir qualquer nova sanção. O texto da resolução reafirma as três resoluções com sanções emitidas antes pelo Conselho de Segurança, que impõem progressivamente sanções mais duras sobre o Irã. As sanções existentes incluem um congelamento de ativos de 65 companhias e indivíduos ligados ao programa nuclear do Irã e uma interdição para viagens de cinco pessoas. Elas também englobam, entre outras coisas, a interdição das exportações de armas do Irã e o suprimento de materiais e de tecnologia ao país que possam contribuir para o seu programa nuclear e de mísseis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.