ONU rebate declaração de Mugabe sobre cólera

Apesar do presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, ter declarado ontem que a epidemia de cólera no país está controlada, a Organização das Nações Unidas (ONU) informou hoje que o total de mortos por causa da doença subiu para 792 e que o número de infectados passou para 16.700. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban ki-moon disse que não "pode concordar" com a afirmação de Mugabe de que a epidemia acabou.Os comentários de Mugabe provocaram duras críticas dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. O embaixador norte-americano no Zimbábue disse que a frase mostra "o quanto ele (Mugabe) está fora da realidade do país".O porta-voz do líder zimbabuano, George Charamaba, disse que a declaração do presidente foi um mal-entendido, informou hoje a mídia estatal. A edição de hoje do jornal Herald cita o porta-voz de Mugabe dizendo que o presidente foi sarcástico e que ele quis dizer que a crise estava controlada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.