ONU reforça mandato de missão de paz no Congo

Força de 17 mil deverá proteger civis de rebeldes e soldados renegados.

Da BBC Brasil, BBC

22 de dezembro de 2008 | 22h27

O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou nesta segunda-feira por unanimidade um novo mandato, mais amplo, para as forças de paz no leste da República Democrática do Congo.A resolução renova o mandato da Monuc (Missão das Nações Unidas para a República Democrática do Congo) por mais um ano e dá às forças internacionais autoridade para proteger civis não apenas de grupos rebeldes mas também de soldados renegados das tropas congolesas regulares.Quando os combates se intensificaram na região da fronteira com Ruanda, no mês passado, alguns soldados do governo também realizaram saques, assim como os rebeldes. O embaixador britânico na Organização das Nações Unidas (ONU), John Sawers, lamentou que integrantes do Exército estejam entre os responsáveis por estupros e violência generalizada contra civis no leste do Congo. O diplomata elogiou a resolução aprovada nesta segunda-feira."Eu saúdo o fato de que agora nós temos um mandato mais preciso para a Monuc. Ele também inclui um importante esclarecimento sobre as relações entre a Monuc e as forças de segurança do governo, o que deve ajudar a resolver algumas questões que a Monuc enfrentou em recentes combates."Mais de 250 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas nos últimos meses em conseqüência da instabilidade no país.Um contingente extra de 3 mil soldados deve se juntar, nos próximos meses, aos 17 mil que integram a força da ONU no Congo, mas poucos países ofereceram ajuda.A União Européia não respondeu até agora aos apelos para que seus países-membros forneçam a maioria dos novos integrantes da força de paz.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.