ONU retira da Libéria refugiados de Serra Leoa

A ONU começa a retirar refugiados da Libéria. Um barco da organização chegou, hoje, ao porto da capital Monróvia com o objetivo de embarcar refugiados de Serra Leoa, que voltam a seu país de origem. Em uma primeira viagem, cerca de 360 pessoas seriam retiradas da cidade, mas a ONU acredita que o número de refugiados que será transportado poderá chegar a 5 mil nos próximos dias, se o conflito não for interrompido. O navio da ONU deverá realizar a viagem entre a Libéria e Serra Leoa a cada quatro dias, e o temor da organização é que a população liberiana também queira abandonar o país e force a entrada na embarcação. A criação de uma rota entre os dois países chega em um momento crucial para os trabalhos da ONU em Monróvia. Todos os estoques de alimentos e remédios da ONU na Libéria, que poderiam atender 90 mil pessoas, foram saqueados durante os conflitos. Além disso, os carros da organização foram roubados ou destruídos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.