ONU retira da Libéria refugiados de Serra Leoa

A ONU começa a retirar refugiados da Libéria. Um barco da organização chegou, hoje, ao porto da capital Monróvia com o objetivo de embarcar refugiados de Serra Leoa, que voltam a seu país de origem. Em uma primeira viagem, cerca de 360 pessoas seriam retiradas da cidade, mas a ONU acredita que o número de refugiados que será transportado poderá chegar a 5 mil nos próximos dias, se o conflito não for interrompido. O navio da ONU deverá realizar a viagem entre a Libéria e Serra Leoa a cada quatro dias, e o temor da organização é que a população liberiana também queira abandonar o país e force a entrada na embarcação. A criação de uma rota entre os dois países chega em um momento crucial para os trabalhos da ONU em Monróvia. Todos os estoques de alimentos e remédios da ONU na Libéria, que poderiam atender 90 mil pessoas, foram saqueados durante os conflitos. Além disso, os carros da organização foram roubados ou destruídos.

Agencia Estado,

04 Julho 2003 | 15h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.